EM PRIMEIRO LUGAR: NÃO SOU MÉDICA

 

SOMENTE UMA PACIENTE. 

 

SEGUNDO: Prazer em conhecê-lo. 

 

Rafaela, nasci no Brasil, e moro em 

Los Angeles, California, EUA.

Por que i epilepsy?

Decidi mostrar às pessoas afetadas diretamente ou indiretamente que é possível ter uma vida incrível, mesmo sendo diagnosticado com Epilepsia. Você não está feliz com isso, eu entendo, ou gosta de falar sobre isso, você não está sozinho. Veja, eu tenho trinta anos, levei 25 anos para aceitar e falar sobre epilepsia. Se você pesquisar no Google EPILEPSIA, surgirá praticamente somente histórias tristes e horripilantes. Sim, existem muitos casos muito graves. No entanto, estão disponíveis tratamentos que podem controlar com sucesso as convulsões para muitos. O problema é que muitas pessoas não expoe a boa vida que têm após um diagnóstico de epilepsia.

 

Eu sou abençoada, minha família e amigos me

apoiam muito, isto me deixa cada vez mais forte.
Sou casada e não poderia ter escolhido melhor
meu marido e agora pai do meu filho.
E veja so, eu só tive um bebê, e ele é
muito fofo.
Existem muitos riscos para uma mulher com

epilepsia engravidar, alem do risco de ter uma 

crise durante a gravidez, malformações, devida a

medicação. Isto significa que mesmo

com epilepsia, isso não me impossibilitou

de ter um filho. 

A epilepsia não me define.


E não deve definir ninguém.

É importante ser informado e acabar com o preconceito.

Então, se voce, um familiar ou amigo tem a doença,

é hora de se conscientizar, informar e aprender.


Role para baixo, inscreva-se e você saberá mais sobre como eu

convivo com epilepsia.

Muito feliz por ter você aqui.

Te vejo em breve,
Rafaela.

© 2023 by Proudly created with Wix.com